Produção agropecuária são-mateuense mantém 28ª posição no Paraná

16 de outubro de 2015

Valor Bruto da Produção Agropecuária se aproximou dos R$ 400 milhões em 2014, colocando São Mateus do Sul entre os principais municípios agrícolas do Estado

 

DSC_1933Foto: Arquivo/jornal ACONTECEU

 

A agropecuária prevalece como uma das principais engrenagens da economia são-mateuense, mantendo o município entre os 30 principais produtores do Paraná. É o que mostram os dados do Valor Bruto da Produção Agropecuária de 2014, divulgados em setembro pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab). O município manteve a posição do ranking do ano passado, em 28º lugar, mas a produção cresceu.

Em 2013, a produção agropecuária de São Mateus foi de R$ 373.670.636,26. Já em 2014 saltou para R$ 395.698.924,24. Os resultados colocam o município na liderança na região da Amsulpar, e à frente dos demais municípios vizinhos, perdendo somente para Palmeira e Lapa.

Os dados do Deral compõem os índices de distribuição de cada município no Fundo de Participação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Estado. Entre os líderes do ranking, destacam-se municípios com cadeia produtiva especialmente ligada ao ramo de suínos, frango e leite, como Toledo, Cascavel, Castro e Marechal Cândido Rondon. A região oeste, com maior PIB na agropecuária, ainda possui grandes complexos de agroindústrias com integração entre os municípios.

São Mateus do Sul, por sua vez, teve destaque na erva-mate, com R$ 74,7 milhões, colocando o município como segundo maior produtor do Estado, com estimativa de produção de 62 milhões de quilos de folhas, atrás somente de Cruz Machado, cuja estimativa é de 75 milhões de quilos. Também destacam-se a soja (R$ 88,5 milhões), a batata (R$ 69,5 milhões), a madeira (R$ 44,7 milhões) e o fumo (R$ 35,4 milhões).

O secretário municipal de Indústria e Comércio, Renato Possebon, analisou os dados e aponta que a cadeia produtiva de frango, suínos e leite está presente como componente da renda de todos os municípios com maior produção agropecuária, incluindo São Mateus, o que indica onde o município pode se desenvolver. “Embora tenhamos uma pequena participação nesses setores, temos potencial para crescer e agregar mais valor à produção, ampliando também a distribuição de renda com o aumento do número de produtores”, opina.

Para Possebon, o mérito pela diversificação da produção deve ser atribuído à participação das pequenas propriedades e agricultores familiares aliados ao agronegócio. “É preciso reconhecer o trabalho de todos os agricultores pelo profissionalismo de seus negócios, aplicação de tecnologia avançada e equipamentos modernos”.

 

Sem-Título-3

 

PARTICIPE DA ENQUETE

Na semana passada mostramos o destaque do comércio na produção econômica do município, e agora a agricultura mostra sua força. Que área você acha que o município tem mais potencial para se desenvolver? Vote:

 

Sem enquetes no momento.

Comentários