Pesquisa apura situação populacional de cães e gatos em São Mateus

04 de setembro de 2015

Dados devem orientar a realização de campanhas e políticas públicas sobre controle populacional e de zoonoses

 dsc_0194Foto: Assessoria PMSMS

 

Com informações Assessoria PMSMS e Secretaria de Meio Ambiente

Servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e cerca de 40 estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), Faculdades Integradas do Vale do Iguaçu (Uniguaçu) e curso técnico em Meio Ambiente do Colégio São Mateus promoveram, no sábado (29), uma pesquisa por amostragem para definir um número mais preciso sobre a atual população de cães e gatos domiciliados em São Mateus do Sul.

Além do número de animais presentes nas casas, a pesquisa ainda abordou a opinião dos munícipes em relação à castração e ao controle populacional, presença dos animais nas ruas e cuidados em relação à transmissão de doenças e outros problemas geralmente relacionados aos animais domésticos.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, José Ewerling, a pesquisa representa um importante avanço para o projeto de controle populacional de cães e gatos em São Mateus do Sul. “O objetivo é nortear as ações de manejo da fauna urbana de São Mateus do Sul, em particular os cães e gatos, de modo a avaliar com indicadores a real eficácia de programas de castração, educação, combate ao abandono e adoção que serão aplicados no município”, diz.

Um dos principais projetos do município nesse controle é a construção de um Centro de Controle Populacional, onde serão realizadas cirurgias de castração e ações educativas de guarda responsável. Segundo Ewerling, o projeto está sendo fechado em relação ao orçamento para na sequência partir para a licitação. Ele adianta que o investimento deve ficar em torno de R$ 170 mil, valor que pode ser reduzido assim que a equipe de planejamento se reunir para alguns ajustes. “Essa pesquisa faz parte de um trabalho paralelo ao projeto do Centro. O questionário é muito preciso e com ele devemos chegar a um número bem próximo do real, que vai ajudar quando o espaço estiver pronto”, comenta.

Cerca de 500 questionários foram realizados em todos os bairros da área urbana do município. O relatório oficial com os dados coletados pelas equipes deve ser divulgado em até 15 dias.

Comentários