Com iniciativa simples, menino de 10 anos dá exemplo para preservar meio ambiente

27 de fevereiro de 2015

Preocupação com a natureza mexeu com menino e o fez mudar conduta de muitos adultos

DSC_0483

Em meio aos efeitos cada vez mais devastadores resultados pelo aquecimento global, a crise hídrica e o descaso de muitos em relação à preservação de nossas riquezas naturais, uma pequena iniciativa mostrou que é possível fazer a diferença com coisas simples, e que mesmo os mais jovens são capazes de agir para preservar o meio ambiente, dando uma verdadeira lição em muitos adultos.

Esse é o caso do jovem Caio Vidal Barbosa, de apenas 10 anos, que criou um termo de compromisso para incentivar as pessoas a cuidarem da natureza. O projeto “Eu apoio a natureza. E você?” sugere que as pessoas façam um juramento, se comprometendo a não prejudicar a natureza e ajudar a salvá-la, a partir de ações que partem desde o ato de não jogar uma embalagem de bala no chão. Segundo Caio, a iniciativa partiu dele mesmo, que constatou sozinho que poderia fazer a sua parte para o bem do meio ambiente. “Eu via muitas notícias sobre desmatamento, problemas com lixo, e achei que deveria fazer alguma coisa. Então fui para o computador e montei o projeto. Depois, comecei a apresentar para amigos, na escola e para cada vez mais pessoas”, revela.

Caio fez com que todos lessem ao juramento que escreveu e assinassem, garantindo seu compromisso com a natureza, sob pena de que todos tenham conhecimento de sua conduta errada, se a pessoa for desonesta com a proposta — e com a natureza. O juramento chegou a um grande número de adultos, que se impressionaram com a iniciativa. “Foi uma excelente ideia, que fez nos engajarmos para ajuda-la a crescer”, destaca o presidente do Rotary Club de São Mateus do Sul, Clodoaldo Goll, que também assinou o termo, assim como todos os rotarianos que foram cercados pelo simpático, desenvolto e determinado menino. A repercussão de sua iniciativa, inclusive, já gerou um convite para que Caio palestrasse para crianças da sua idade.

Caio está confiante e acredita que pequenas ações podem fazer a diferença. “Alguns amigos perguntaram o porquê disso, achando que não iria adiantar, mas imagine se todas as pessoas pensassem assim? Se todos resolvessem jogar um papel de bala na rua, achando que não vai fazer diferença, imagine o impacto”, questiona.  Os que comprovadamente se mostrarem preocupados com o meio ambiente, Caio presenteia com uma carteirinha: é o título de Ajudante da Natureza.

Fotos: jornal ACONTECEU

DSC_0480

Comentários